RES AVÍTA
O IDEALISMO FARRAPO
de Alfredo Varela
   

 

Ajude a ampliar o nosso acervo online

 

 

 

 

 

 

DOWNLOAD EM PARTES

DOWNLOAD
EM ARQUIVO ÚNICO

RES AVÍTA - LIVRO COMPLETO
Páginas digitalizadas convertidas
para formato texto

1  2  3  4  5  6

RECOMENDADO

Download em
arquivo único

PÁGINAS DIGITALIZADAS
originais em formato de imagem

1  2  3  4  5  6  7  8  9  10  11

FIGURAS EM ALTA RESOLUÇÃO
Algumas fotos e figuras presentes no livro foram digitalizadas com alta resolução

1  2

 

 

Título:

RES AVÍTA

Autor:

Alfredo Varela

Editora:

Tipografia Mauricio & Monteiro - Lisboa - Portugal

Ano de publicação:

1935

Número de páginas:

572

 

Descrição:

 

O Idealismo Farrapo e a Crítica de escada abaixo - I
Tempos idos e vividos ou Interpretação com espírito de amor - II

Livro escrito por Alfredo Varela, o maior historiador gaúcho de todos os tempos. Seus livros hoje são ilustres desconhecidos, banidos que foram pela historiografia dos maquiavélicos brasileiros.

Conheça também o "Grupo de Estudos 'Alfredo Varela'".

 

Índice

  • Exordio.
  • O Separatismo.  A idealidade farrapa.
  • Em casa de vidro. Provocação a debate sem véus.
  • Uma grotesca psychose. Malaventuras de Quijote.
  • O mytho da Pampa. No amago do passado.
  • No mesmo teclado. Aprofundando o exame.
  • Tradições peregrinas. A versão insuspeitissima.
  • A força das cousas. Separatismo. Castelhanismo. A luzida Hespanha.
  • Censura sem leitura. Manifesta leviandade.
  • Passado, presente, porvir. Nossa Republica. Questão social.
  • Singelos brazões caseiros. Anch'io son pittore.
  • El donoso y grande escrutinio. Mise au point.
  • Um auto de fé. Desvairos de um platinophobo.
  • No mesmo expurgo. Medice, cura te ipsum.
  • Uma escandalosa mystificação. Gamellote de substancia alheia.
  • Uma teratolatria.  Monstro em altar.
  • Ecce homo.  Dous plagios manifestos.
  • Confabulação particular.   Margaritas ante.
  • Divinas graças. Renome da grey continentina.
  • Rasões finaes. Fogo pela frente, costaneira e reçága.
  • Adminiculos ufanadores. Em lustrosa companha.
  • Suma y sigue. Justiça. Obra do tempo.
  • Nos mesmos termos da instancia. Novas claudicações.
  • Juntada esmagadora. Zambeccari, Garibaldi. Negro menoscabo.
  • Razones contra sinrazones. Laicismo. Clericalismo. Theocracia.
  • Rasões de cabo-de-esquadra. Plagios de Fradocca. Eu e a Repulha.
  • A omnisciencia das urnas. Homenagens e contestações.
  • Opportuna recapitulação.  Evidentes psychopathias.
  • Tiro de misericordia. Uma lição mestra.
  • Preludios.  Tempos idos.
  • Historia antiga.   Un redressement.
  • Glozas opportunas. Republica fóra de tempo.
  • Olhos para traz ainda. Gaspar. O salto nas trevas.
  • Flagrante. Koseritz. Ignacio. Achylles. Damasceno. Camargo.
  • O Pantheon liberal. Uma lustrosa galeria.
  • O criterio positivista. Erros nossos e da escola.
  • Grato reencontro. As voltas que o mundo dá!
  • Uma revelação.  A justiça faccionaria.
  • Clamorosas preterições. Os maus começos do regimen.
  • A obra do arbitrio. Democracia ás avessas.
  • O libelo insidioso. Fulminante réplica.
  • Negras lembranças. A aviltadora ochlocracia.
  • O arcano desvendado. Veritas super omnia.
  • Lama em barda. A maledicencia. Carta a Oswaldo Aranha.
  • Antecedencias da tragedia. Solidariedade quand même.
  • Fogo aberto. Barba a barba com Pinheiro Machado.
  • Recentes esclarecimentos. Epistola de Isidoro Lopes.
  • Velhos brazões, novos esmaltes. Ambição ou abnegação? Assis Brasil.
  • Erros sobre erros. Sobrevivencias da Renascença italiana.
  • Desvairo de todos. Demetrio. Ruy Barbosa. Castilhos.
  • Morte exemplificadora. Os funeraes do «Patriarcha».
  • Um grande naufragio. O Mussolini ou Hitler extremenho.
  • Affection agissante. A miniatura de Saint-Just.
  • Mea culpa. As responsabilidades de um fanatico.
  • Drama occulto. Muda sentença. Fugaz idade de ouro.
  • «Julio de Castilhos». Uma apotheose faccionaria.
  • O a l'arma. Um lance historico ignorado.
  • Nas linhas da frente. Sobre as aguas do abysmo.
  • Na refrega e antes della. Devoção á Chamillart.
  • Na plenitude do incendio. O prosélyta da concordia.
  • Justissima reivindicação. Apostolado da boa paz.
  • Invariação da magnanimidade   Getulio Vargas. Revólta de 1932.
  • A cada um o que é seu   Imparciaes depoimentos na querela.
  • Tollitur quaestio.  Testemunhos insuspeitos. Profissão de fé.
  • Retour sur moi-même. No cumprimento de penoso dever.
  • No desenho duma psychè. Escudos e broqueis de ouro.
  • Uma allegoria. Right or wrong, my friend.
  • Si vis amari. Liberdade e amor   Dous magnos problemas.
  • Isempto descortino.   Austero juizo inderruivel.
  • Attenuantes. Politica positiva. Novo Messias   Conceito do Estado.
  • O peccado das opposições. Misero criterio faccionario.
  • A desforra. Imprescriptiveis responsabilidades.
  • Transacta iniciativa regeneradora. Illuminadoras tradições.
  • Ultimos retoques. Menna Barreto. Aureliano Barbosa. A. Varela.
  • Longinquas predisponencias. Obra falha. A de urgencia.
  • Appendice.   Gracinhas,  irreverencias  de   Fradocca.
  • Ferula em Varnhagen, João Ribeiro, Clovis Bevilaqua, Malheiro Dias, S. Roméro
  • Separatismo inilludibilimo. Provança crystalinissima.
  • Menino-Diabo. Uma controversia. Outras duvidas historicas.
  • Carta do egregio Professor Maioli. Additamento.
  • Desvanecedora embaixada.   Autographos de Martins Junior.
  • Carta ou cartel a Pinheiro Machado. Into what pit thou seest.
  • Castilhos e o comtismo. Revelação de Alexandre Stockler.
  • Epistola a Borges de Medeiros. Comovido appelo fraternizador.
  • Heitor Lima. «Opiniões».
  • Uma peça corroborativa. «Perfis parlamentares».
  • Nota final. De alma aberta sempre.
  • Apreços. João Ribeiro. Benedicto Costa. Ricardo Rojas. Malheiro Dias.
  • João Grave. Rocha Pombo.   Waldemar de Vasconcellos.

 

  Veja também o livro:
História da Grande Revolução